Please reload

Posts Recentes

Encontro sobre Juventudes e Direito à Cidade será realizado neste fim de semana

December 12, 2019

1/10
Please reload

Posts Em Destaque

Marcha no Centro do Recife alertou sobre os riscos do trabalho infantil

October 11, 2017

 

Para chamar a atenção da violação de direitos de crianças e adolescentes através do trabalho infantil, crianças, adolescentes e jovens, além de representantes de instituições governamentais e não-governamentais acompanharam na tarde desta terça-feira (10), a V Marcha Pernambuco contra o Trabalho Infantil. O Cendhec foi uma das instituições participantes da atividade.

 

A Marcha foi organizada pelo Fórum Estadual de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil em Pernambuco (Fepetipe). A concentração foi no Parque Treze de Maio. O percurso seguiu pela Rua Princesa Isabel, Rua do Sol, Praça da República, Ponte Buarque de Macedo, Av. Rio Branco e finalizou no Marco Zero.

 

A mobilização culminou com uma grande ciranda de roda e teatro interativo no Marco Zero, para chamar a atenção do Estado sobre o aumento de casos de trabalho infantil em Pernambuco. Durante a Marcha, teve apresentação de Flash Mob, além de depoimentos de adolescentes oriundos do trabalho infantil.

 

O objetivo da Marcha foi conclamar a sociedade e órgãos de defesa de direitos a abrir os olhos para a causa do trabalho infantil em Pernambuco, pois muitas vezes esse tipo de trabalho se dá de forma silenciosa e naturalizada. Além da visibilidade ao tema, a mobilização busca chamar a atenção da sociedade acerca de sua responsabilidade no combate ao trabalho infantil.

 

O trabalho infantil atinge mais de 2,7 milhões de crianças e adolescentes na faixa etária entre 5 e 17 anos, dos quais, 123 mil estão em Pernambuco, segundo dados divulgados na Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio (PNAD/IBGE). No Brasil ocorreu redução do trabalho infantil, do ano de 2014 para 2015, na faixa etária de 5 a 17 anos. Foram afastadas 659 mil crianças e adolescentes do trabalho no Brasil, o que corresponde a uma redução percentual de 19,8%, mas o Estado de Pernambuco não conseguiu acompanha-la, havendo um acréscimo de 12,8% no trabalho infantil do ano de 2014 e 2015.

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga