Please reload

Posts Recentes

Sessão Solene homenageia 30 anos do Cendhec

November 14, 2019

1/10
Please reload

Posts Em Destaque

Doadores da Misereor conhecem ações realizadas pelo Cendhec

October 24, 2019

 

O Centro Dom Helder Camara de Estudos e Ação Social (Cendhec) recebeu, na última terça-feira (22), na instituição, em Recife (PE), a visita de um grupo de doadores/as da Misereor. O propósito do encontro foi conhecer as ações e as intervenções sociais e políticas que são realizadas pelo Programa Direito à Cidade, apoiado pela organização desde 1994.
 

Na ocasião, os/as doadores/as tiveram a oportunidade de conhecer um pouco da caminhada do Cendhec que, inspirada no trabalho realizado por Dom Helder Camara, completa, no próximo mês, 30 anos de história dedicados à defesa dos direitos humanos. Além da Coordenação Executiva e parte da equipe dos programas, esteve presente também a presidenta do Conselho Diretor, Célia Trindade.
 

 

Durante a apresentação, a situação de violações na infância e adolescência assim como os avanços já alcançados nessa área, foram expostas pelo coordenador do Programa Direitos da Criança e do Adolescente, Natuch Lira. Em seguida, os desafios da realidade urbana no Recife e região, além das intervenções realizadas ao longo dos 25 anos de apoio, foram pontos de pauta na exposição da coordenadora do Programa Direito à Cidade, Vera Orange.
 

O projeto "Formação Política e Organização Popular para garantia do Direito à Cidade", que está em fase de conclusão, teve destaque na apresentação de Vera, que mostrou os resultados alcançados por meio das ações realizadas nos eixos de defesa, controle social, promoção e formação. Neste trienal, os avanços com as juventudes, que ocupam um espaço importante e estratégico para a mobilização social, foram apresentados pela pedagoga, Paula Ferreira, e pela assistente social, Cristinalva Lemos.
 

À tarde, o grupo foi à comunidade da Mustardinha, onde conheceu o trabalho de educação ambiental que os/as jovens, participantes do projeto, desenvolvem no local por meio de intervenções políticas. Na ocasião, foi realizado um vídeo-debate entre os/as educandos/as e moradores/as sobre o direito à cidade, com o objetivo de sensibilizar a população sobre o descarte correto dos resíduos sólidos. Atualmente, o lixo depositado em vias públicas é um dos maiores problemas enfrentados no bairro.  
 

 

Ainda no local, também foi apresentado, um modelo de tecnologia para conter o lixo urbano em canais da cidade, idealizado por alunos/as da Escola Municipal Antônio de Brito Alves. O projeto "Ecobarreira: estratégia de educação sustentável para recuperar o canal do ABC" utiliza garrafas pets alinhadas em uma armação de ferro, impedindo a passagem dos resíduos. A programação da tarde continuou com a retirada do lixo em pontos de referência da comunidade e o plantio de mudas, a partir do uso de materiais recicláveis.
 

De acordo com a assessora da Misereor, Madeleine Brock, a visita ao Brasil proporcionou uma nova compreensão aos doadores. "A apresentação do trabalho realizado pelo Cendhec foi muito importante para o grupo conhecer a abrangência das ações e, ao mesmo tempo, os problemas enfrentados com a posse de terra, de modo especial", afirmou. 
 

Para o doador Guenter Hornung, que viajou ao Brasil pela primeira vez, conhecer as ações apoiadas foi fundamental. "Várias coisas me impressionaram nessa visita. De um lado, a orientação jurídica que o Cendhec faz e que possibilita que as pessoas tenham autonomia e segurança. De outro, eu destacaria a forma como a instituição utiliza, com sabedoria, os recursos disponíveis. No escritório, por exemplo, não vi nada luxuoso. Penso que existe uma boa capacidade de gestão. Outra coisa que eu levo comigo, muito forte, é o quanto o legado de Dom Helder está presente na instituição, seja nas mensagens, nas fotografias ou nas estátuas. O trabalho dele tem continuidade", concluiu.

 

Fotos: Juliana Verçoza
 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga