Please reload

Posts Recentes

GAJOP PUBLICA NOTA DE INDIGNAÇÃO E PESAR

August 8, 2020

1/10
Please reload

Posts Em Destaque

Experiências Ativistas como Forma de Enfrentar as Desigualdades de Gênero na Educação de Meninas

June 20, 2020

 

Live reúne meninas e mulheres que partilham suas narrativas de resistências contra desigualdades estruturais de classe, raça e gênero na educação.

 

Se educação é tema urgente no contexto político, econômico e de saúde no país, mais que identificar as desigualdades e as discriminações educacionais que impedem que seja um direito garantido realmente a todos e todas, o momento nos convida a pensar: o que fazer e como enfrentar os problemas existentes no campo da educação pública e em específico na educação de meninas?
 

A live GÊNERO E EDUCAÇÃO DE MENINAS: EXPERIÊNCIAS ATIVISTAS CONTRA A BARBÁRIE E PELO ENFRENTAMENTO DAS DESIGUALDADES, propõe contribuir com este necessário debate. A atividade, que acontece nesta segunda 22 de junho das 17h às 18h30, é uma iniciativa do Comitê Pernambuco da Campanha Nacional pelo Direito à Educação, com transmissão ao vivo pelo facebook do Centro das Mulheres do Cabo (https://www.facebook.com/centrodasmulheresdocabo/ )
 

As ativistas da educação Cássia Jane, do Centro das Mulheres do Cabo; Paula Ferreira, do Centro Dom Helder Camara de Estudos e Ação Social – Cendhec, a professora da Faculdade de Educação da USP, Iracema Santos do Nascimento, e as estudantes: Ana Regina, do Fórum de Juventudes do Cabo de Santo Agostinho, Maria Beatriz, do Coletivo Feminista Leoas do Norte, Maria do Carmo, do Projeto Empodera - Hoje Menina, Amanhã Mulher - Unicef, formam o grupo de trajetórias, experiências, territórios e faixas etárias distintas que topou fazer esse debate. A mediação será feita por Manina Aguiar, comunicadora comunitária e educadora social no Centro das Mulheres do Cabo.
 

Os pontos de partida da live são: a compreensão sobre o que se entende como barbárie na educação e as vivências e experiências de cada uma das convidadas. No contexto atual da educação em Pernambuco, em meio a pandemia da COVID-19, o encontro abordará ainda: as desigualdades de gênero que marcaram e marcam a vivência escolar de meninas, bem como visibilizar formas de luta e estratégias de enfrentamento a essas desigualdades. Também em foco: o período de suspensão das aulas/isolamento social, o ano letivo 2020, atividades EaD e retorno das aulas presenciais - sempre trazendo a pergunta: como essas questões impactam a vida e educação de meninas?
 

A live GÊNERO E EDUCAÇÃO DE MENINAS: EXPERIÊNCIAS ATIVISTAS CONTRA A BARBÁRIE E PELO ENFRENTAMENTO DAS DESIGUALDADES integra a programação nacional da Semana de Ação Mundial – SAM, uma iniciativa realizada simultaneamente em mais de 100 países, desde 2003. No Brasil, é liderada pela Campanha Nacional pelo Direito à Educação (CNDE), rede de mais 200 organizações mobilizadas em todas as regiões do país. Neste ano, o tema escolhido pela CNDE foi “Educação contra a Barbárie: por escolas democráticas e pela liberdade de ensinar”. O título se baseia no livro de mesmo nome organizado pelo pesquisador, professor da UFABC e membro da rede da Campanha Nacional pelo Direito à Educação, Fernando Cássio.


















 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga