• Cendhec

Cendhec e Ecpat discutem projetos de enfrentamento à exploração sexual de crianças e adolescentes


As representantes da Coordenação colegiada do ECPAT Brasil, Luciana Reis (Cedeca/Bahia), e Amanda Ferreira (IACAS/Manaus), visitaram, na tarde desta sexta-feira (16), a sede do Centro Dom Helder Camara de Estudos e Ação Social. A reunião, que seguiu as recomendações de segurança da Organização Mundial de Saúde em tempos de pandemia, serviu para estreitar laços e apresentar novos projetos de enfrentamento à exploração sexual de crianças e adolescentes.


De acordo com levantamento da Unicef, quase 2 milhões de meninos e meninas são vítimas de exploração sexual no contexto do turismo no mundo. Na tentativa de amparar esta população e diminuir o número de casos deste tipo, a Rede ECPAT e entidades filiadas – incluindo o Cendhec – iniciam a propagação do manual intitulado Por um turismo responsável: Enfrentamento à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes em Viagens e Turismo, e anunciam o papel da organização como Representante Local do The Code, código de conduta que regula companhias hoteleiras quanto a segurança deste recorte populacional.


“Nesse momento, em que se vê tanta corrupção e tanta desgraça, sabemos que quem sai perdendo são os que menos têm. Com a pandemia, a pobreza cresceu muito e voltamos a um estado quase de Colônia, onde, por causa da necessidade, começam a enxergar nas crianças, em especial nas meninas, uma moeda de troca. O corpo como moeda de troca. Queremos combater isso”, disse Amanda Ferreira.


A coordenação executiva do Cendhec recebeu atenta as ideias. Participaram da reunião a coordenadora geral Vera Orange; a coordenadora adjunta e do Programa Direitos da Criança e Adolescente, Katia Pintor; a coordenadora administrativa Ana Cláudia Bezerra e a coordenadora financeira Rozeneide Claudino. “Com a temática da violência sexual - também importante - em alta, o assunto da exploração infantil no turismo acaba sendo abafado. Mas é momento de repautar este tópico. Para que não voltemos para um lugar de abusos do qual a gente nunca saiu”, comentou Kátia Pintor.


No site do ECPAT Brasil você pode encontrar mais informações sobre os programas em andamento e como contribuir para a proteção das crianças e adolescentes.

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

© 1989-2017 por Cendhec. Criado por Alexandre Pachêco em conjunto com @s profissionais do Cendhec no Wix.com

Contatos:

+55 81 3227-7122 / 3227-4650 /

3227-7662 
Email: cendhec@cendhec.org.br 

Endereço: 

Rua Galvão Raposo, 295, Madalena, Recife, Pernambuco, Brasil

CEP.: 50610-330

Parceiros(as):

marcas conjuntas.jpg